Inscrever-me

Construção civil apresenta sinais de recuperação mesmo durante a pandemia

9 abril, 2021
Gabi Nucci

A pandemia de Covid-19 afetou praticamente todos os setores da economia, e com a construção civil não foi diferente. Assim que o vírus começou a se espalhar, diversas obras tiveram que ser paralisadas, gerando atrasos e prejuízos. A boa notícia é que o pior cenário parece já ter ficado para trás, e aos poucos a construção civil tem dado bons sinais de recuperação. É essa a avaliação feita por representantes de entidade ligadas ao setor que se reuniram em uma transmissão ao vivo promovida pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo - CAU/SP para debater os horizontes e desafios da área. Abaixo você confere algumas das análises feitas por esses especialistas sobre o ano conturbado que passou e saberá o que esperar do cenário da construção civil para 2021.

Construção civil apresenta sinais de recuperação mesmo durante a pandemia

Uma breve retrospectiva

Os primeiros meses de 2020 foram marcados pela chegada da pandemia ao Brasil, e em meados de março teve início o processo de quarentena e isolamento social. Nesse momento, ainda era difícil imaginar o alcance que a doença iria ter e como ela iria impactar diretamente a construção civil. Com as obras paradas, muitos trabalhadores foram dispensados e o setor vivenciou uma forte crise com a queda no faturamento.

Aos poucos, alguns estados passaram a flexibilizar o isolamento social e a construção civil foi considerada uma atividade essencial, o que possibilitou a retomada das obras paradas e novas contratações. Além disso, a chegada do auxílio emergencial que injetou mais dinheiro na economia e os incentivos dados pelo governo para o setor por conta da alta geração de empregos também contribuíram para uma retomada do crescimento, e a partir do segundo semestre do ano passado diversas áreas já conseguiram normalizar seu faturamento ou até superar os números de 2019. 

Algumas estratégias foram fundamentais para viabilizar essa recuperação, como por exemplo a aposta nas vendas on-line, já que por conta do distanciamento social não foi mais possível realizar eventos presenciais. Através dos recursos digitais, clientes puderam "visitar" e avaliar todas as características dos empreendimentos que seriam lançados para decidir se iriam fechar o negócio ou não. As empresas e profissionais que se adaptaram ao comércio virtual certamente tiveram mais facilidade para superar a crise causada pela pandemia.

Outro aspecto que influenciou a recuperação do setor foi justamente a quarentena, por mais contraditório que pareça, já que com ela as pessoas passaram a ficar mais tempo em casa e com isso sentiram a necessidade de adaptar seus imóveis para funcionarem não apenas como moradia, mas também como escritório, local de lazer, academia, etc. A baixa taxa de juros também contribuiu com a retomada do setor, permitindo financiamentos mais acessíveis e atraentes.

Olhar no futuro

Para o ano de 2021, ainda pairam muitas incertezas e desafios em torno do universo da construção civil. Apesar da retomada gradual em 2020, não é possível afirmar quanto tempo essa "onda de crescimento" irá durar, até porque o alcance da pandemia continua sendo incerto. As autoridades que participaram do evento promovido pela CAU/SP avaliam que o momento é de ponderação, pois persiste a insegurança trazida pela pandemia.

De acordo com o presidente da CAU/SP, José Roberto Geraldine Júnior, a Arquitetura e a Engenharia possuem um papel fundamental para reduzir o déficit habitacional que existe no país, principalmente para a população de baixa renda. Segundo ele, é necessário haver políticas públicas capazes de oferecer subsídios para que o setor possa superar o problema da produção habitacional para aqueles que mais precisam de ajuda.

A boa notícia divulgada recentemente e que promete deixar o cenário mais otimista é a aprovação da vacina em território nacional. Com alguns estados já vacinando as primeiras pessoas, espera-se que o vírus possa ser controlado com mais facilidade para reduzir o efeito devastador causado pela pandemia. Ainda é cedo para falar em acabar com o isolamento social e a quarentena, já que essas medidas são fundamentais para controlar o vírus, mas a tendência é que conforme a vacinação avance a doença recue cada vez mais.

Os profissionais e empresas que desejam se destacar e superar os desafios que se apresentam para o ano de 2021 precisam estar abertos para as novas demandas do mercado. Para os clientes do pós-pandemia, a preocupação parece estar mais voltada para a qualidade do atendimento e dos serviços prestados do que para o preço em si. Existe ainda um olhar atento para a sustentabilidade, e como a construção civil é um setor que impacta diretamente o meio ambiente, aqueles que encontrarem soluções mais ecológicas para seus projetos e produtos certamente terão mais chances de crescer nesse momento.

Você está pronto para encarar de frente este ano que está apenas começando e sair por cima da crise? Conte com a ajuda da Habitissimo para alcançar seu sucesso profissional!

É freelancer ou empresa e pretende obter clientes com menos esforço?
Cadastre-se e receba clientes
Uma coisa antes de fazer seu comentário: não é permitido incluir nesta seção telefones de contato, e-mails ou links para páginas externas da web, tais conteúdos serão moderados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias em seu e-mail

  • :
Suscribirme a la newsletter
¿Autónomo o empresa?
Consigue nuevos clientes y haz crecer tu negocio
Únete a habitissimo
usercalendar-fullcrossmenu